Wednesday, October 11, 2006

As maravilhas da vida sedentária

Estive dando uma olhada crítica por aqui e as coisas não estão boas. Uns vasinhos perto do calcanhar, como uma bacia hidrográfica marcada no mapa, só que em vermelho. Minha barriga de tanquinho não sei onde foi parar, mas juro que já tive uma. Vou andando e sinto um certo peso nas laterais, acima dos quadris, se alternando de um lado para o outro – serão pneuzinhos em formação? Sempre tive pavor de gordura localizada. As pernas não estão feias, embora o tônus muscular não seja mais o mesmo – flacidez. Celulites aparecem se comprimo com o polegar e o indicador a pele das coxas. A servir de consolo só um fato: ainda não tenho estrias.

3 comments:

isabel said...

oh Lys, eu tenho todos esses pesadelos e ainda estrias. (ainda não respondi ao teu mail por falta de tempo, desculpa, a terapia é cognitiva-comportamental) um beijinho e até breve.

Lys said...

O que me dá tristeza, Izabel, é ver meu corpo se deteriorando e eu não fazendo nada para desacelerar o processo. Eu podia, se fizesse algum esforço, mas tenho preguiça. O corpo só tem prioridade quando adoece. Fora isso, se perde entre mil e uma obrigações.

Não se preocupe com e-mail. Sei bem o que significa não ter tempo. Escreva quando puder!

Um beijo.

Anonymous said...

Não vejo como é q o sedentarismo pode ter maravilhas...mas enfim...á doidos para tudo...
Doidos como qem diz: GORDOS ...

By:desportista