Thursday, April 12, 2007

Salão de Beleza

se ela se penteia eu não sei
se ela usa maquilagem eu não sei
se aquela mulher é vaidosa eu não sei
eu não sei eu não sei

vem você me dizer que vai a um salão de beleza
fazer permanente massagem rinsagem
reflexo e outras cositas más

baby você não precisa de um salão de beleza
há menos beleza num salão de beleza
a sua beleza é bem maior do que
qualquer beleza de qualquer salão

mundo velho e decadente mundo
ainda não aprendeu a admirar a beleza
a verdadeira beleza
a beleza que põe mesa
e que deita na cama
a beleza de quem come
a beleza de quem ama
a beleza do erro, do engano, da imperfeição

belle belle como linda evangelista
linda linda como isabelle adjani

veja como vem,
veja bem,
veja como vem,
vai, vai, vem,
veja bem, como vai, vem

ai, bela morena, ai, morena bela
quem foi que te fez tão formosa?
és mais linda que a rosa debruçada na janela


Zeca brinca com as palavras. Zeca é poético. Zeca é sério. Zeca é irônico. Zeca é cômico. Tenho todos os CDs e sou capaz de ouvir cada um dezenas de vezes. Estou com um no CD player do carro há mais de um mês. Minha irmã me pergunta, quando eu chego em casa cantando: Mas você ainda está ouvindo isso? Fazer o quê? Não resisto. Viciei.

E essa musiquinha vem em homenagem ao meu novo corte de cabelo. Denominei “Cogumelo de Bomba Atômica”, para você ter uma idéia. Destruição total. Nada dá jeito nesta desgraça. Quero mil presilhas ou a máquina zero.

4 comments:

Carla said...

Hohohoho, Lys! Corte de cabelo ruim e demais pra aguentar. Traumatiza.
Eu tambem sou louca por ele, ouço demais da conta. Ja vi duzentos shows e estive no mesmo restaurante que ele, mas eu sou tabaroa e nao tenho coragem de falar nada!

Lys said...

Menina, a cada dia que passa o cabelo fica pior. Já fui até fazer escova no salão e não adiantou. O único jeito é esperar crescer e prender. Tô imaginando meu estresse: tenho pelo menos um mês de bad hair day. Isso é tão fútil, eu sei, mas estraga meus dias. Posso sair vestida como uma princesa; se o cabelo estiver ruim, eu me sinto um lixo.

Só fui a dois shows do Zeca; perdi um há duas semanas porque estou evitando muito sair à noite nesta cidade louca.

Acho sempre prudente não ir falar com gente famosa, por mais que eu admire. Finjo que não vejo mesmo. Se a pessoa for legal, não incomodo; se for um boçal, não vou dar corda para bestice.

Wagner said...

Mas o que houve, afinal? Mudou de salão ou tentou mudar de corte? Você ainda está parecida com a Sandy?
Apesar de não te conhecer — e sequer desconfiar da sua aparência — imagino que deve haver algo de exagero na sua percepção. Em todo caso, espero que ao crescer suas madeixas voltem ao formato original.

Lys said...

Wagner, não sei o que houve. Não mudei de salão nem de corte. Na verdade, sou refém da minha cabeleireira da província ainda porque confio muito nela. Desta vez, deu tudo errado. Não estou parecendo a Sandy, não, estou mais para uma louca de peruca, sinceramente. O exagero, tenho certeza que você entende, é típico desespero feminino. Meu cabelo não é meu ponto forte, então é justamente aí que eu fixo meu olhar no espelho. Mas está feio, sim, estranho, um horror.