Wednesday, December 20, 2006

Dias tórridos

Saí. Domingo foi um daqueles dias espetaculares que deixam a cidade absurdamente linda, especialmente se você a observa pelos vidros do carro refrigerado. Caí na real: nos últimos meses fui me enclausurando em casa, no trabalho ou em salas de aula, e minhas pequenas alegrias cotidianas ficaram perdidas. Era inverno ou quase.
Você pode dizer que este calor está infernal. Concordo. Mas e a atmosfera que invade toda a cidade - você não percebe que as pessoas estão mais felizes e mais abertas? Eu vejo assim. Eu sinto assim. Reflexo de dentro para fora? Ou de fora para dentro? Não sei, só sei que é amanhã que o verão vai chegar. Prepare-se.

3 comments:

Wagner said...

Confesso que eu gostaria de ter sua visão, digamos, positiva, Lys. Mas, no meu "triste" caso, tudo está contra: agora moro "extramuros" e só saio em ocasiões especiais (cada vez mais raras), pra completar abomino Natal, Ano Novo, verão, calor, praia... Ou seja, ainda que as pessoas pareçam mais felizes e mais abertas, meu humor fica tão alterado com a série de fatores "negativos" que não consigo ver nada além disso: inferno.
Já disse uma vez e repito: se eu pudesse, faria uma sessão de sonoterapia do dia 15 de dezembro ao dia 15 de janeiro. Eu não me livraria do verão carioca, mas das "festas" sim.

Por outro lado, fico contente que você consiga sentir uma atmosfera contagiante(?) a sua volta.

carla said...

Ai, eu tambem me sentia assim! Alias, mesmo aqui, ainda me contagio com a energia diferente que rola nessa epoca do ano. So que agora eu fico de voyeur. Fico olhando fotos de revistas, as pessoas mais bronzeadas (nao notava isso quando morava ai), mais pele a mostra, mais saude, mais alegria. Eu adoro essa epoca, o comecinho do verao e mesmo lindissimo. E eu vou ja comprar minha passagem porque falar disso ta me deixando louca!

Lys said...

Wagner, como assim "moro extramuros"?

De certa forma, entendo a sua aversão pelo verão carioca, mas para isso existe solução: uma casa em Petrópolis. :)

Já para fugir das festas de fim de ano, só indo passar umas férias em alguma tribo que não tem contato com a mundo ocidental "civilizado". ;)

Boa sorte e resistência, amigo!

Carlinha, venha logo! Essa atmosfera é a melhor para acabar com qualquer saudade e baixo astral. E some-se a isso o fato de podermos usar sandálias e vestidos lindos!