Sunday, December 16, 2007

Caí na real

Não está dando nada certo este esquema que eu inventei. Ler blogs só fora da empresa, no tempo livre? Que tempo livre? E pior, quando finalmente consigo uma brecha na correria rotineira, tenho que colocar em dia mais de uma semana de atualizações de todos os blogs que eu leio. Pfff! Não dá. Vou precisar pensar em outra fórmula (embora eu saiba que não há outra).


E escrever? Tanta coisa acontecendo aqui. Quero contar para vocês, voltar a interagir todos os dias, deixar que dêem palpite... Sinto saudades, acreditam? Pois.


Acho que todo mundo devia ter o direito de acordar de manhã, sentar-se para tomar o café olhando o jardim e depois fazer algo que lhe desse prazer - no meu caso, ler/escrever - antes de sair para o trabalho. Virou moda chamar isso de qualidade de vida. Juro que não sei do que se trata. Mitologia, ficção. Qualidade de vida devem ter duendes e fadas, não é?



4 comments:

rosangela said...

Posso entender. Deve mesmo ser difícil. Mas é bom te ler. E eu vejo o seu post frequinho no meu 'feed reader'. Beijos, fique bem. Bom natal e ano novo pra você!

Marcela said...

Qualidade de vida é uma abstração, Lys. É o que dizem! Eu acredito muito nisso. O problema de ter qualidade de vida é não ter dinheiro. E isso é importante tb. Chego à conclusão de que não é possível ter tudo! Oh, well, life!
Beijos, bom natal e um ano novo cheio de qualidade de vida!

Marcos said...

Nunca entendo muito bem esses conceitos da moda, como "inteligência emocional", "qualidade de vida"... Pra quê racionalizar tanto? Viver basta.

Léli said...

Lys,
eu adoro te ler e dar palpites as vezes. Sinto falta de ler os posts fresquinhos com muitos assuntos interessantes.
Mesmo que seja só uma atualização por semana. Qualidade de vida... bem ou tu trabalha ou tu tens qualidade de vida, ambos só se tu fores um pescador numa ilha paradisíaca.
Beijão